sexta-feira, 25 de março de 2011

TRISTEZA, SEU NOME É MARGÔ

-

 - Eu pequei padre! Eu pequei como ninguém jamais pecou até hoje.
E mesmo pensando que Deus poderia me perdoar, afinal eu pequei sem culpa, eu pequei por incompetência.
Eu não queria pecar Deus sabe disso, mas mesmo assim pequei como ainda peco todos os dias desde o acordar até a hora de me deitar continuo pecando até em meus sonhos.
E ainda assim sabendo que Deus poderá um dia me perdoar sei que terei milhares de Ave Marias e Pai Nossos para rezar.

- Minha filha, antes me diga o que agonia esse seu coração.

- Padre, o que agoniaria meu coração caso o tivesse, demoraria semanas para lhe contar.
O meu pecado é a tristeza padre, ou talvez eu seja a própria encarnação dela o que só pioraria minha situação. A tristeza se tivesse um nome seria o meu, Margô.

- Ora filha de Deus! Tristeza não é pecado é só um estado de espírito temporário, logo seu jovem coração sorrirá novamente. Dê tempo ao tempo, pois não há mal que nunca acabe.
Reze bastante para curar seu coração e Deus saberá lhe confortar e perdoar.

- Mas e eu padre, saberei perdoar a Deus?


Bento.

-

2 comentários:

RAQUEL ROMÃO disse...

Como sempre, amei!!!

RAQUEL ROMÃO disse...

Como sempre, amei!!!