quinta-feira, 31 de março de 2011

ZUMBI DAS HORAS

-

Não há misericórdia para os amantes da vida.
Não se engane comigo, sou um apaixonado pelas coisas, as pequenas coisas da vida.
Alegro-me ao ver um mendigo no centro da cidade dançando ao som de uma boa música, sem vergonha, sem se inibir por nós - Zumbis das Horas - chego a dizer que o invejo. Não pelo fato de não saber dançar, mas sim por não me lembrar da última vez que tive vontade de fazê-lo.

Alegrei-me ao ver uma pomba branca passar por mim e pousar adiante, talvez um sinal de tempos melhores. Me fez lembrar uma certa rosa branca que quando passar por mim gostaria que criasse raízes e me presenteasse com suas doces pétalas, porém eu, cravo que sou terei que me contentar com o sabor da chuva.


Bento.

-

3 comentários:

Thalita B. disse...

o sabor pode ser doce como as pétalas da rosa, se você souber aproveitar esses breves e simples momentos.

enquanto a hora não chega, sinta o sabor da chuva.

lindo lindo *-*

Zaupa Junior disse...

Olá, gostei muito deste texo, copiei para meu blog. Claro que citando a fonte!! parabéns, vc escreve muito bem!

Bento Qasual disse...

Imagina Zaupa... Para mim é uma honra, "pegue emprestado" quantos textos quiser. rs

Abraços.